Meus olhares vão além de um único universo, passeio por sonhos, desejos, fetiches, sentimentos...olhando o mundo de forma livre...da forma como mulher que sou.
"A partir do momento que você descobre realmente a pessoa que você é, o que falam sobre você já não tem tanta importância assim." Caio F. Abreu

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Aprendendo a me preservar


Entrei para o mundo BDSM fascinada e cheia de fantasias, como acontece com a maioria. Com o tempo fui me deixando envolver num mundinho muito menor do que o BDSM de fato propõem, acreditando ser este o melhor caminho a trilhar, afinal parecia cercado de subs sérias e experientes prontas e dispostas a ajudar as novatas, e eu não passava de mais uma “novata” deslumbrada. Um mundinho cheio de troca de amenidades falsas, fofoquinhas entre as subs, conversas fúteis que em nada acrescentavam na evolução de uma submissa.
Logo no começo deparei-me com um Dom, um verdadeiro Dom, que tentou me alertar, mas meu orgulho foi maior, impediu-me de ouvi-lo, achei mais sensato ao meu orgulho e atrevimento ouvir “amigas desse círculo, desse mundinho”. Segui em frente e orgulhosa acabei me envolvendo em uma história com um certo “dom” já conhecido pelo meio. Uma história onde não há apenas um único culpado, onde eu também tive minha parcela de culpa, assim como esse círculo também teve sua parcela.
Entrei neste mundinho sem entender direito seu significado e essência e por pura vaidade e fantasia fiz parte dele, assim como muitas fizeram ou ainda fazem, mas não vestem a carapuça, fingem não ser com elas. Um círculo de subs encantadinhas, buscando sexo, emoção, mídia e cheio de fofoquinhas pequenas e intrigas. Errei e muito ao participar desse círculo, também menti estando nele, escondi fatos, fui conivente em muitas vezes em nome dessa “amizade”...uma “amizade” baseada em futilidades, trocas de farpas, conversinhas erotizadas...onde ninguém sabe o significado real da palavra respeito, nem pelo outro nem por si próprio, mas é assim que a maioria das subs agem. Era o meu “círculo de amizades”, o círculo ruim do BDSM.
Mas foi quando de fato precisei, quando a dor foi muita para suportar sozinha e precisava de um ombro, um colo, não tive ninguém desse círculo para me amparar, ninguém deste meio tão “amigo” ao qual julgava pertencer orgulhosamente se pronunciou, e foi nesse momento delicado que mais me senti abandonada pelo “círculo amigo”...e não foi essa a primeira vez.
Quando julguei não mais ter caminho, na primeira vez que realmente precisei de ombro e fui abandonada por estas “amigas”.  Hoje os únicos problemas que eu ainda tenho dentro do BDSM vem de fora, do velho círculo de subs que acham que sabem tudo, que conhecem tudo, que julgam tudo, que deduzem tudo... que são tão boas que deveriam ser Dommes.
Todo mundo sabe os problemas do BDSM, mas a carapuça não cabe em ninguém, o problema é sempre os outros, me envergonho por cada uma delas, lamento pois muitas vezes são até bem intencionadas, mas não sabem o mal que causam a si e aos outros.
Hoje estou rompendo com esse passado de erros, retirando a bagagem ruim, sofrendo uma transformação. Uma transformação difícil sim, mas necessária...transformação esta que se tornou fundamental ao constatar que nem em meu período de luto fui respeitada. Aliás, foi justamente no meu luto que as pessoas mais uma vez se provaram em seu abandono e desrespeito...
E a partir de agora só bagagem boa...a mesma bagagem boa que me fez lidar bem com tudo que ocorreu em minha vida nestas últimas semanas... me tornando forte, concentrada, me deu condições, inclusive, de poder ajudar aos outros que também sofriam... uma bagagem que me deu luz.
O contraste entre as bagagens é tão gritante que seria impossível não enxerga-lo.
A partir de agora só fará parte de minha vida quem me respeita, a cristal bobinha não existe mais...a cristal fantasiosa não existe mais... essa que aqui ficou colocou os pés no chão e acordou finalmente.
O limite da cristal explodiu, cansei de fingir, de me passar por idiota para preservar amizades que só tinham maldade e nenhum respeito por mim, mas no fundo sempre soube quem de fato eram... o que eram.
Esse meu gesto de rompimento com este passado é mais do que necessário, devido a falta de respeito, ao egoísmo e maldade que impera no círculo ruim do BDSM.
Agora sim estou saindo do mundo “fantástico” que elas vivem e vivendo a realidade de uma relação verdadeiramente BDSM, com seus desafios e conquistas. E espero que da mesma maneira que eu tive uma oportunidade de mudança, evolução, que elas também aproveitem a delas e saibam ler os sinais quando estes se fizerem presentes, mas da maneira correta, com respeito, ética e dignidade.


By atena de Eros 

12 comentários:

Rosa Vermelha disse...

Querida atena de EROS.

Um recomeço, maravilhoso para você.
Quando começamos a nos transformar,
dói muito, pois vemos quanto tempo perdemos amando a quem não merece.
Os meus sinceros respeitos a você, que é uma sub impecável, que mostra força e equilíbrio! Hoje
depois de ler a sua postagem, sou eu que te aplaude de pé!
Abraços fraternos e beijos carinhosos.

Rا@V£RMËLH@

myrah disse...

atena de Eros, menina encantadora...

Sou um exemplo real do mal que essas pessoas das quais falou podem causar nas nossas vidas e nas nossas relações.

Que bom que você, assim como eu, encontrou um Dominador disposto a investir energia, confiança, sabedoria e amor em sua submissão. Pode parecer conto de fadas, para quem não sabe o que significa entrega e servidão, mas fico muito feliz que você tenha a oportunidade de viver uma relação BDSM verdadeira.

Sei que a cristal se foi e com ela foram-se também, todas as desilusões BDSM, o que ficou é uma atena forte e corajosa como toda boa submissa precisa ser, mas superar essa transformação só será possível se você puder contar com a condução segura e serena de seu DONO.

Mantenha os olhos fixos NELE e seu coração nas mãos DELE. Confie cegamente NELE e só NELE...

E estas palavras, minha querida, são o resultado do que vivi e do que vivo todos os dias com meu amado DONO. Só consegui ser plena quando foquei NELE... o resto... Não passa de comentário infeliz de quem não tem nada a oferecer... apenas pedras pelo caminho. Nada mais!

Meus respeitos ao Senhor EROS e a você deixo carinhos e flores, muitas flores...

myrAh

fatti___ disse...

brigada pelo convite querida,ja estou a te ler com carinho

bju bju...

fatti___

princesa do SenhorWZ® disse...

Oi linda , obrigada pelo convite, "Sou um exemplo real do mal que essas pessoas das quais falou podem causar nas nossas vidas e nas nossas relações" 2 rs
Se cada vez que eu fosse falada no bdsm ou me metessem em assuntos que eu desconheço eu ganhasse 1 dolar ja tinha um milhão!!

Pois é vc aprendeu a se preservar e eu burra velha ainda não rss.Sou muito desligada , quando estão armando alguma sacanagem sou sempre a ultima a saber , e quando sei fico muito braba com a metralhadora cheia de magoa, como toda boa ariana rs.O importante mesmo como colocou a mirah é que pra viver uma relação bdsm verdadeira e que nos faça feliz essas "amigas " são perfeitamente dispensaveis pq na verdade querem mais é te detonar, vc tem que focar no Dono sempre, e ser muito feliz, beijosss

{Júlia}Domador disse...

Atena,

Queria antes de tudo agradecer a voce pelo convite.

Desejo que o passado que tanto te fez mal seja esquecido e enterrado, que a nova mulher mais vivida e madura renasça em paz. Que esse teu recanto tenha apenas energias boas, todas nós cometemos erros ou enganos e isso não nos diminui, ao contrário, qdo reconhecemos nossos enganos isso nos engrandece...

Seja bem vinda sempre lá no meu cantinho viu?!

bjus com muito carinho

{doll}-Splinter disse...

Amém...rsrs

LAÇOS DA ALMA disse...

Saudações minha linda, fiquei muito honrada pelo convite.Fiquei emocionada, e vc tem td razão no q escreveu,A amizade verdadeira hoje em diz é quase zero,ja sofri muito com o q vc escreveu e reduzi o meu numeros de amigas no meu msn, pq n quero quantidade e sim qualidade, gostaria muito q vc aceitase minha amizade pq essa é verdadeira e sincera bjos Anna Rebbecca
se quiser me add fique a vontade linda annarebbecca@hotmail.com
saudações ao seu Dono

{catlin}_DS disse...

Linda fiquei feliz ao receber teu convite, ando meio sumida do meio, correria do dia a dia e foi tão gostoso receber teu convite, ver que se lembrou de mim mesmo estando distante

felicidades nesta relação que está lhe fazendo crescer e amadurecer cada dia mais.

bjos de carinho e saudações ao seu senhor.

REFÚGIO DOS AMANTES disse...

Obrigada minha linda por me deixar fazer parte deste teu seleto círculo de amigas de hoje.
Fico feliz demais por vc ter encontrado um Dono sério que esta te conduzindo de modo tão belo, o sofrimento serve para nos tornar fortes e destemidas e tenho certeza que vc a cada estará mais plena e realizada nesta sua nova etapa.
Beijos carinhosos
kelly_{EM}

~^~ Lena Lopez ~^~ disse...

Oi Atena!
Para começar, vc escolheu um nome lindo e forte, a rigor com a tua nova proosta de vida, não é?
Bem querida, infelizmente o mundo e as pessoas são assim, pensamos que somos cercados de amigos, mas só enchergamos, realmente quem são eles, nas nossas horas mais difíceis, horas que nos servem para grandes decepções, apesar de estarmos fracas, sensíveis e necessitandas de ombro. Mas a vida é asim, um constante aprendizado. Aprendizado que, pelo que eu li, você foi capaz de absorver e dele retirar algo de bom para a tua vida. Somos cercados por hipocrisia, por fofocas, por tantas coisas ruins e tanto faz se no circulo que nos propomos a entrar ou na nossa vida diária, os mundos não são diferentes, ambos fazem parte um do outro e ambos são semelhantes, pois neles existem pessoas e como tais sujeitas aos mais variados pensamentos, posições e idéias.
Bom seria um mundo de sinceridade e fraternidade, mas sabemos que isso é uma utopia e que estamos longe para vivermos num mundo perfeito, tomara, que os que ficarem por aqui, depois que partimos, um dia vivam num mundo assim.
BJOS
Lena

{jhessy}SANTIAGO disse...

honrada pelo convite :)
sobre sua seleção das "amizades"... acho que chega um momento que realmente se faz necessário separar o joio do trigo rss.
beijos e seja sempre feliz!

Dorei Fobofílica disse...

Olá, Atena!

Obrigada pelo convite!
Sinto muito tudo pelo que voce passou, felizmente nunca tive estas experiencias, tive muita sorte, mas lamento por voce, já quanto ao luto, sei o que falas, perdi minha mãe e não me refiz, apesar de ter feito um ano, a perda é uma dor forte demais.
Te desejo um recomeço cheio de vitórias, reconstrução, que Deus te indique sempre a melhor direção.
Sabe, Atena, já percebi que a maioria das pessoas que entram para viverem o BDSM, esquecem de se manterem em comunhão com Deus, esquecem porque pensam que ele não as perdoará ou as condenará por seus instintos naturais, eu não penso isto, por isto me sinto bem a vontade para dizer que Jesus há de te proteger daqui para adiante.

Beijos e ótima semana!