Meus olhares vão além de um único universo, passeio por sonhos, desejos, fetiches, sentimentos...olhando o mundo de forma livre...da forma como mulher que sou.
"A partir do momento que você descobre realmente a pessoa que você é, o que falam sobre você já não tem tanta importância assim." Caio F. Abreu

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

O Vôo da Gaivota

Agora lá do alto consigo ver horizontes antes escondidos em cadeias de nuvens baixas, vislumbro o quão bela e serena é a natureza vista aqui de cima, parece que nada transcorre fora da normalidade e equilíbrio natural.
Foi um longo caminho até aqui...cai e levantei por diversas vezes...em algumas quedas me senti fraca, carente e solitária...contudo novamente permitia-me que minhas asas novamente pegassem ritmo e voassem, mas não as deixava ir tão alto...tão longe por medos de novas quedas...preferia pegar o alimento oferecido mais facilmente à beira de um riacho do que o que teria que mergulhar em fortes ondas para pegar...e assim segui durante um tempo...um tempo.
Mas a natureza novamente insistiu em fazer-me mais forte, mas amadurecida para enfrentar os obstáculos sem temê-los...e assim sofri uma nova queda, desta vez na tentativa de pegar aquele peixe lindo, brilhante e saltitante no mar bravio...não estava preparada totalmente, deixe escapar ensinamentos preciosos que evitariam tal queda...talvez por achar-me auto suficiente ou simplesmente por inexperiência mesmo...tentei e cai....
Uma queda que deixou-me sem ar...sem forças...sem foco...sem sentir-me em mim...só conseguia ver o mar cada vez mais próximo até adentrar nele e pensar que jamais sairia...a água sufocava-me...não mais respirava...via o tom azul da água provocado pelo azul do céu....via o fim...
Não! Não seria o fim, podia ao longe ouvir o chamado de minhas amigas e companheiras de jornada...podia ouvir as gaivotas chamando por mim...para mais um vôo...mais uma aventura...uma nova jornada...
As forças chegaram até mim e desesperadamente comecei a alçar em direção ao céu...sim! subi quando já não mais pensei ser capaz...subi de modo forte...preciso...digno das mais belas aves. E, lá estava eu rumo ao horizonte azul...rumo ao céu...rumo a felicidade desejada...rumo ao infinito...ao encontro de um amanhã muito melhor do que tudo o que já havia vivido até então.
Sai de um mergulho renovada em forças, aprendizado e confiança...sai vitoriosa, inteira e feliz...em paz. Bati minhas asas forte e senti o poder maravilhoso de se deslumbrar o horizonte sem o embaçado da água...sem vendas nos olhos...poder ver exatamente como ele é, sem medos ou receios e saber que tudo depende da minha capacidade de renovação.. .de recomeçar sempre... pois a cada dia irei travar uma batalha... uma luta interior comigo mesma … e assim poderei continuar meu vôo rumo a felicidade infinita...rumo a minha felicidade.
Não será como nunca foi fácil, mas tenho várias gaivotas ao meu redor me ajudando … apoiando … demonstrando que solidariedade e amizade existe entre as espécies.
Conseguirei um dia mergulhar profundamente no mar e alçar o mais belo peixe como alimento, sem temor ou indagações...é uma questão de paciência e sabedoria...e isso aprendemos na prática diária … no convívio...aprender sempre, pois a cada dia um predador estará lá pronto para atacar, pois como nós eles também aprendem diariamente, se aprimoram em suas táticas, mudam suas estratégias e caminhos, tentam nos surpreender sempre, para também conseguirem o mais belo e brilhante alimento...mas temos a vantagem de voar...cada vez mais alto...cada vez mais distante...cada dia mais serena...poderemos observa-los do alto...aprender com eles para sermos tão ágeis quanto.
A gaivota esta agora voando alto...e de lá observa...aprende...e deseja tornar-se cada vez mais bela em seu vôo...cada vez mais segura e serena...cada vez mais fêmea, para orgulho da espécie à qual pertence.
Nesses dias fui presenteada por uma Grande Amiga com um texto que cabe bem nesse momento, e agora divido com vocês.


"Recomeçar é começar de novo. É jogar fora, destruir, remover tudo que
não foi bom, que não valeu a pena, que foi feito errado, e com o que
sobrou, reconstruir.
É fazer novas paredes, no lugar daquelas que os erros encheram de
buracos e rachaduras. Até as mais pequenas imperfeições no reboco tem
que ser removidas, para que as novas estruturas possam ser sólidas.
Para recomeçar, é preciso ter em mente que tudo que é bom deve ser
refeito, revivido. Portas de liberdade, janelas de confiança, assentadas
sobre tijolos de verdade e justiça. No teto, uma laje de carinho e
perdão, para que possamos ficar ao abrigo das tempestades que a vida
fatalmente traz. No chão, um piso seguro e sólido, feito de
companheirismo e compromisso, será a base para caminhar de mãos dadas.
Nada de querer aproveitar uma meia bancada, ou uma pintura esmaecida.
Afinal, com a vida não se pode brincar. Lembrando apenas dos momentos em
que os olhos falaram mais que as palavras, é preciso tomar o outro pela
mão e trabalhar. É começar do zero, usando o único material que não se
esgota. O amor por nós mesmos."
 
Ъყ val

4 comentários:

{maria submissa} disse...

Desejo, sinceramente, que seu vôo seja firme, sereno e constante em direção à felicidade plena de um servir maduro.
Beijos, e tudo de bom.

Catlin disse...

Recomeçar é difícil, duro, mais como você mesma sempre me fala a vida é como uma montanha russa certo? A subida é difícil, complicado, machuca, mais quanto estiver lá no topo terá uma vista linda....

Boa sorte na sua caminhada

Beijoss

Luis Nantes® disse...

Puxa!! Lindo texto, tá? Aproveitei e sequestrei seu link para levar ao meu cativeiro...
Beijos

Rosa Vermelha disse...

Bom te ver firme e forte!
Todas nós mulheres temos o poder
de renascimento!
Feliz renascer minha querida!
Super beijos, carinhos,


Rا@V£RmëLh@