Meus olhares vão além de um único universo, passeio por sonhos, desejos, fetiches, sentimentos...olhando o mundo de forma livre...da forma como mulher que sou.
"A partir do momento que você descobre realmente a pessoa que você é, o que falam sobre você já não tem tanta importância assim." Caio F. Abreu

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Esse Desconforto!



Não estou me referindo ao tão conhecido desconforto mensal que nós mulheres enfrentamos, falo do desconforto dentro da relação SM...


Um desconforto que desejamos e por isso mesmo nos confunde, nos tira do eixo, nos impõe tomadas que jamais suporíamos ser capazes de ter.


Saímos daquele confortável e estável mundinho para cairmos na montanha russa...e isso as vezes assusta...apavora...nos dá vontade de sair correndo na direção contrária...mas...


Lá estamos, querendo e ansiando por tal desconforto em nossas vidas, assim como queremos o ar puro para respirar...difícil explicar mas difícil ainda entender.


É algo que só sabemos vivenciando, sentindo...intenso...profundo...


Temos nosso intimo vasculhado, sacudido, revirado...nos vemos tendo que encarar aqueles esconderijos secretos dentro de nós, onde guardamos tudo que queremos esconder do mundo e de nós...essa parte vem à tona de forma verdadeira, sem subterfúgios...sem metades...ficamos frente à frente com tudo que fingimos durante anos não existir ou senão no mínimo ignoramos para conforto próprio.


É como estar em uma roupa números abaixo do seu, e saber que as pessoas notarão como você esta, poderão fazer comentários, você não será mais a mesma, tudo irá mudar, se transformar, renovar...e todos irão notar...não terá como passar despercebido nessa mudança, nessa reviravolta que acontece do seu interior refletindo-se em seu exterior....não será mais como antes...não há como.


O universo seguro e confortável antes vivenciado tomou outra forma, não aceita mais ser “apenas” assim, necessita que se veja o outro lado, que se toque nele e trabalhe nele para que fique melhor a cada dia...assim como o ferreiro o faz até atingir a forma desejada em seu metal.


Seria realmente mais fácil e cômodo viver uma relação tão intensa como é dentro do SM, sem ter que causar algum desconforto, seria como um passeio pelo parque e não aquela sensação de borboletas no estômago causado na montanha russa...e qual sensação é melhor? Qual quer sentir? Ou melhor, se permitir sentir? Eu tenho optado pelas borboletas e não me arrependo, tenho com isso a chance de crescer, aprimorar, evoluir como submissa e mulher. Amadureço a cada vez que a montanha russa desce velozmente e aprendo a cada subida lenta...mas as vezes o desconforto é tanto que dá vontade de gritar, fugir, chorar...mas não dou nenhum passo em direção contrária, permaneço ali...desejando mais desconforto...


Uma vez alguém me disse: “BDSM é desconforto”.


Na época não assimilei bem o que isso realmente significava, o quão profundo e verdadeiro eram essas palavras. Hoje sei o que significam...hoje sinto realmente...e gosto disso...quero isso...desejo isso...


Um desconforto desejável parece loucura a quem olha de fora, com uma visão baunilha mas garanto que nada há de loucura nisso...há apenas a vontade de entregar-se...de deixar-se possuir e guiar...é uma corda bamba que tentamos equilibrar com o domínio do Dono.


Loucura é não permitir-se...limitar-se ao que é mais fácil...mais seguro...flores sem espinhos...


Vivo o desconforto, colho flores com espinhos e as vezes me machuco, porém não deixo de viver isso a cada dia, me permito aprender sempre um pouco mais sobre mim mesma, sobre meus limites e saio cada vez mais desse mundo confortável que cremos ser seguro, mas que pode romper-se a qualquer instante, pois faltou nele sermos quem realmente somos, sem mascaras ou meias verdades.


Esse tal desconforto BDSM é confortável para se viver dentro de nossa verdade. E isso, essa verdade, cada um tem a sua...cada um vive o seu desconforto confortavelmente.


Ъყ § cristal §

2 comentários:

Domme Amanda® disse...

Querida cristal
Primeiramente gostaria de agradecer pelo presentinho! Amei, adoro receber selinhos! Sinto só ter podido vir ak hj, tive problemas com a net, mas finalmente ele já está lá no meu blog, brilhando como você.
Quanto a sua postangem, tenho que concordar com você, o BDSM é realmente desconfortável, mas este desconforto é delicioso! Pois somente aqui podemos viver o que somos de verdade, sem máscaras e sem culpas, sem as hipocresias que o mundo baunilha nos impõe. E você como sempre, descreve tudo de maneira clara e agradável de ler!
Adoro estar sempre por aqui e adoro vc!
Muitas beijokas!
D.Amanda®

Catlin disse...

Desconforto...montanha russa...

vivendo este momento...como é complicado...

é sensação é que caímos de um penhacos, mais a vontade de voltar ao topo é mais...

Cada um tem sua verdade, seu momento...

bjos linda!!