Meus olhares vão além de um único universo, passeio por sonhos, desejos, fetiches, sentimentos...olhando o mundo de forma livre...da forma como mulher que sou.
"A partir do momento que você descobre realmente a pessoa que você é, o que falam sobre você já não tem tanta importância assim." Caio F. Abreu

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

O Momento Presente

"A transformação pessoal requer substituição de velhos hábitos por novos."W. A. Peterson

Hoje penso e relembro minha trajetória, do que era e do que sou hoje como submissa e mulher.
Busquei o BDSM há algum tempo, começando por teorias encontradas em diversos sites dentro e fora do Brasil, até que decidi ser a hora de sair da teoria e partir para prática, encarar o que já não mais conseguia apenas ler, vivenciar o que me proporcionava um intenso prazer, que fluía de dentro de mim há tanto tempo reprimido.

Fui para a prática, e nesse período tive dois Donos que em muito me ajudaram a chegar até aqui, me orientando, cuidando e guiando.
Entrei no BDSM cheia de dúvidas, medos e com uma timidez assustadora. As dúvidas ainda continuam, só que hoje já não são as mesmas, mudaram à partir do momento que as antigas foram sanadas e a prática levou a caminhos desconhecidos que nenhum texto lido conseguia prever o dia-a-dia real de minha vida como submissa, a intensidade das emoções...da entrega...do servir por prazer Aquele que me possuía como ninguém antes havia conseguido.
Medos mudaram bastante também, transformaram-se em limites a serem vencidos e a maioria foram sendo ultrapassados conforme avançava em meu crescimento, de uma forma sutil ,mas sempre bem focado pelo Condutor. Crescimento este não apenas de uma submissa mas de uma mulher que começava a florescer juntamente com essa submissa.
Timidez?! Essa sem dúvida foi o maior fator de transformação. Entrei com uma timidez que beirava o medo do novo e desconhecido, uma timidez tamanha alicerçada ao longo dos anos por tabus e regras sociais. Pouco a pouco essa timidez foi ganhando outra forma, adquirindo um formato mais suave, mais leve. Os tabus foram sendo vencidos por desejos maiores até então desconhecidos ou vivenciados por mim. Transformou-se como uma borboleta, lentamente e imperceptivelmente à meus olhos. Hoje essa timidez não é a mesma, ainda sou tímida mas não com desejos e fantasias, não com meu desejo e vontade de realizar o prazer de um Dono.
Hoje vejo e reconheço-me como uma serva e isso me enche de alegria e orgulho. Talvez seja difícil o entendimento desse sentimento para aqueles que não vivenciam o BDSM, mas quem o vivencia sabe exatamente do que falo, sabe o prazer que se sente quando seu Dono a olha nos olhos cheio de orgulho por tê-la para Ele, é uma sensação única. Quando o Dono lhe dá uma tarefa que a primeiro instante parece ímpossivel mas você por Ele se empenha e vence seu limite, que até então julgava ser incapaz de transpor, essa felicidade é uma fonte de prazer para seu Dono e para você, que por Ele venceu um obstáculo que julgava invencível, por entrega à Ele, para realizar a vontade Dele, e é ai que consiste a sua entrega...o seu prazer...o prazer da submissa.
Conheci e vivi a liberdade de forma plena durante todo esse tempo. Liberdade?! Sim, liberdade. A liberdade de uma submissa consiste em ter um Dono, em estar aos pés desse Dono durante todo o tempo, sempre pronta para Ele. Essa com certeza deve ser outra dúvida que pessoas de fora, as que chamamos de "baunilha", devem ter, como podemos nos dizer livre se somos propriedades de Alguém?! É simples. É através desse Alguém que caminhamos para caminhos que antes tínhamos medo de percorrer, que vislumbramos a liberdade de sermos quem somos sem temores, liberdade de expressarmos nossos mais secretos pensamentos e desejos Aquele que cuida de nós e nos protege como a coisa mais preciosa de Sua vida. Uma liberdade verdadeira e plena, que atinge uma troca de cúmplicidade entre os envolvidos de uma forma tão intensa, clara, sem subterfúgios, onde cada um pode ser o que é, dividindo com o outro e recebendo do outro o apoio, o companheirismo, uma cúmplicidade total. A entrega plena ocorre de ambas às partes, ambos se envolvem na relação com uma força tamanha, é um mergulho no mundo BDSM de ambos.
Mas é claro que a vida de uma submissa não é feita apenas de flores, há os espinhos que as vezes acabam nos fazendo sangrar por algum tempo, mas eu acho que ainda assim vale à pena, pelo menos para mim, afinal é assim que sou feliz, que me realizo e me encontro comigo mesma.
No momento estou tranquilamente em meu cantinho, respirando e aguardando os acontecimentos, que com certeza serão ótimos mesmo que os espinhos me façam sangrar um pouco, afinal não aprendemos apenas admirando a flor mas cultivando-a dia-a-dia.

Ъყ § cristal §

6 comentários:

{kailla}a kdella® de Atila disse...

Amiga... que lindas palavras...
Quase me atrevo a dizer que vi a mim mesma nessa trajetória... rsrs buscando essa liberdade que ninguém entende, a não ser aquelas que já a experimentaram.
E a busca não termina nunca, porque o aprendizado é infindo...
Parabéns amor...
beijos carinhosos.

Catlin disse...

Lendo teu texto comecei a lembrar da minha caminhada, meus medos, frustações, e a timidez...
essa é a parte mais dificil para mim, ser timida é algo até que bunitinho, rss mais tem hora que atrapalha, fazemos tempestades em copo d'agua...

que sua caminhada venha a ser cheia de rosas....sem espinhos...

beijos doces linda!!

{jhessy}SANTIAGO disse...

minha querida amiga cristal,
que bom que seu blog esteja iluminado novamente :)
não deve ser fácil recomeçar, mas suas palavras demonstram muita força e certeza da submissa que é, e que nunca deixará de ser, não importa o que aconteça...
sorte Daquele que à tiver em Suas mãos.
beijos
{jhessy}SANTIAGO

{alessa}_SD disse...

querida cristal,
é muito bonito e verdadeiro o que você tão bem escreveu, essa trajetória da submissa rumo ao desabrochar pleno. Como você, também tive esses receios, hoje definitivamente vencidos.
Beijos e obrigada por postar,
{alessa}_SD

§ cristal §_sob avaliação de SD disse...

A entrega é algo sublime, lindo e verdadeiro, qdo temos Alguém que nos conduz com habilidade entramos num ponto tal que nossos desejos e pensamentos passam a ser Dele.
Minha trajetória realmente é parecida com a de muitas, porque todas nós estamos buscando o caminho que nos leve a felicidade atraves dessa entrega a nossos respectivos Donos.

Bjs doces em todas!

Domme Amanda® disse...

Querida cristal

Sua capacidade de expressar sentimentos e sensações é emocionante. Não pare nunca menina linda. Seu texto lembrou-me muito alguém há algum tempo atrás, (pisc). Que vc continue transbordando luz a iluminar quem por aqui passar. Desejo também que sua caminhada seja repleta de flores, mesmo que com espinhos, pois a entrega vale a pena!
Muitas beijokas
D.Amanda®