Meus olhares vão além de um único universo, passeio por sonhos, desejos, fetiches, sentimentos...olhando o mundo de forma livre...da forma como mulher que sou.
"A partir do momento que você descobre realmente a pessoa que você é, o que falam sobre você já não tem tanta importância assim." Caio F. Abreu

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Na Generalidade - Sanders


"Na generalidade, é claro, [as pessoas] representam o papel que a sociedade espera delas: casam, trabalham, têm filhos, fundam um lar, votam, tentam mostrar-se perfeitas e respeitar as leis.

Mas cada uma delas - homens, mulheres, crianças - possui uma vida secreta da qual raramente falam e que quase nunca chegam a revelar.

E esta vida secreta, para cada um de nós, encontra-se povoada de fantasias ardentes, necessidades incríveis e desejos sufocantes.

Que não são vergonhosos em si, mas que nos ensinaram a considerar como tal..."



***********************************************

Convido a T/todos a essa reflexão, de um fragmento do texto de Sanders. Um pequeno trecho que nós cabe muito bem, pequeno em palavras mas profundo em sentido.


Muitas vezes sufocamos nossos desejos e fantasias para representarmos papéis impostos por regras criadas e ditas como "verdades absolutas".


Vivenciamos essas "verdades" sufocando e matando o que realmente somos, apenas para representarmos o papel que esperam de nós de forma "aceitável" socialmente.


Vale mesmo a pena renunciarmos quem somos de fato? Vivermos regras que nem sabemos serem de fato as "certas"? Deixarmos para trás a oportunidade de sermos felizes?


Nossa realidade e condição de vivermos uma relação D/s é nossa forma de felicidade, de nos sentirmos completos, inteiros, não conseguimos viver de outra maneira, então esta não seria "certa socialmente" já que promove o bem estar do ser em questão?!


Um lindo final de semana a T/todos que por aqui passam e muito obrigada pela visita e carinho constante.
 
by {cristal}_DARIUS

3 comentários:

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

Eu vivo o essencial de cada uma das opções que escolhi para mim:

Como baunilha, sou e ja era feliz antes de descobrir o lado SM, sou esposa, mãe, filha, amiga, profisisonal, etc...e nada nem ninguem me faria largar isso tudo.

Como SM, sou feliz e realizada, tenho um parceiro que em muitas coisas, se parece comigo, temos muitas afinidades, mesmas preocupações baunilhas, e nos apaixonamos, o que cada vez mais nos aproxima dentro do que voivenciamos no SM.
Vivo com Ele, meu Dono, o que me deixaria pela metade, caso resolvesse fugir dessa outra opção que faz parte da minha essência feminina.

Sabe o que é mais gostoso disso tudo?

Vejo como consigo ser plena nos dois caminhos, que eam alguns pontos se fundem, levando as duas, sem perder nada, nenhum detalhe delicioso, e ganahndo experiencia que acrescenta também nas duas...

Adoro tudo isso!!

Boa reflexão que colocou aqui.

Beijos carinhosos,

ÍsisdoJun

{myrah}_ALDO disse...

Uma reflexão, sem duvida, muito interessante.

Li o comentário da queridíssima ÍsisdoJun e vim dar meu pitaco.

Não sufoco meus desejos e fantasias para representar papel algum, apenas repeito as regras impostas e não despejo BDSM, garganta abaixo de ninguém... To velha demais para mudar o sistema...rsrsrsrsr

Embora tenha uma vida baunilha cheia de momentos felizes com meus 3 filhos abençoados, uma carreira de secretária executiva, a dança do ventre que me completa, eu abri mão de ter uma relação baunilha para servir plenamente ao Senhor ALDO, situação diferente da vivida pela amiga ÍsisdoJun.

E não o fiz por nenhuma imposição da "sociedade", fiz porque sou completa servindo-O, porque somos amigos, cúmplices, companheiros. Ao lado Dele meus desejos são realizados, meu fetiches são respeitados e sou cuidada 24 horas por dia. Foi isso que eu sempre quis.

Para mim não importa se é "certo socialmente", não preciso da aceitação de ninguém para viver minha relação de D/s e nem pretendo travar uma batalha para que as pessoas entendam e aceitem o BDSM na sua essencia.

O importante é ser feliz!

Um beijo {cristal}_DARIUS, menina linda,sempre um prazer passar por aqui.

Receba o carinho e as flores de {myrah}_ALDO

{cristal}_DARIUS disse...

Queridas Ísis e {myrah},
Viver plenamente nossa felicidade, independente do que os outros esperam de nós por julgarem ser mais acertado, é o que de fato importa. Nossa felicidade, seja no lado baunilha ou BDSM, separando-os ou fundindo-os, isso é o essencial, é o que faz toda diferença no final. Cada uma com sua experiência, com seu modo de pensar e viver essa plenitude, porém todas nós vivendo nossas certezas, nossos sonhos e sendo muito felizes assim.
É uma enorme alegria tê-las aqui, participando comigo dessa reflexão.
Deixo à ambas meus beijos doces!
Vocês são pessoas especiais que contribuem para o crescimento da felicidade dentro do BDSM.